segunda-feira, março 13, 2017

Psympossível. Charles Fonseca. Poesia

PSYIMPOSSÍVEL
Charles Fonseca

Ela sempre desejante
Ele sempre esperançoso
Ficou ao fim rançoso
Ficou ela na minguante.

Ela toda autoridade
Ele só condescendente
Ficou sozinho somente
Ficou ela só, saudade

Do impossível, do gozo
De só estar no imaginário
Dele só um rebotalho
Dela adeus presunçoso.