sábado, janeiro 07, 2017

Finado. Charles Fonseca. Prosa

FINADO
Charles Fonseca

Em cada coração uma saudade, em cada dor uma paixão, nada mais nem sim nem não, agora só fraterno, irmão, adeus amor bondade. Agora o seu tempo passou, antes não havia tempo, tudo corrido, lamento, vou pra outro futuro sem dor. Agora resta um passado, um vir a ser que se foi, um mais sem menos pois, doeu sangrou, finado.