sábado, dezembro 10, 2016

Feia. Charles Fonseca. Poesia

FEIA
Charles Fonseca

Eu te acho muito feia
Chegas a ser mui feiosa
Tudo bem mas és gostosa
A risada mela, creia,

Pois se és tanto assim
Tu sabes que o oposto
Quanto mais forte o desgosto
Mais o facho murcha sim

É que estão verdes as uvas
O mar não virou sertão
Olha bela, digo não,
És tanto que a vista turva

Fica só de ver-te a tez
Deves ter pele macia
Profundezas... agonias,
Desisto, és feia, de vez!