terça-feira, setembro 06, 2016

Não fora mulher que tenho. Charles Fonseca. Poesia

NÃO FORA A MULHER QUE TENHO
Charles Fonseca

Não fora a mulher que tenho
estaria sobre um lenho
daqueles que frios e pétreos
cravam n'alma o corpo céreo.

Séria embora sorrio
minha face agoniza
carente de amor a mais
de outra que com suas pás

De cal caia um sepulcro
dele eu já ressurreto
a ela desejo por certo
paz, bons filhos, auguro.