domingo, agosto 14, 2016

Róseos. Charles Fonseca. Poesia


RÓSEOS
Charles Fonseca

Uma blusa branca laços
inibe olhar guloso
sobre eles dois teimoso
um olhar ainda que baço

que vê o que encoberto
são doces apetitosos
são dois apertos gostosos
dois beijos ao léu estou certo

ela quer mas quem a dar
a quem dar suspira ela
ao poeta, ai quem dera
mordiscá-los a fartar.