sexta-feira, agosto 19, 2016

Namoradinha Charles Fonseca. Poesia

NAMORADINHA
Charles Fonseca

Em Pontezinha e Ponte dos Carvalhos
Uma ponte liga a nossa história
Como Fênix coivara memória
Renascendo, por vezes, atos falhos

Com última lembrança te vi bela
Quando tempos depois aí passei
E na casa que um dia te amei
Tu ainda me aguardavas à janela.

Viajante! em tua vida de andança
Se vires essa moça na janela
Talvez, pelo tempo, já não tão bela
Pare e diga que mandei lembrança.