segunda-feira, junho 05, 2017

A cena. Charles Fonseca. Poesia

A CENA
Charles Fonseca

Agora fala o silêncio
dantes era o vagido
poeta versa fugido
adeus à cena um lenço

relíquia vida passada
pressente espera um futuro
quem sabe veja pós tudo
lágrima face rolada

Caída sobre um peito
palpite neles afeto
ou talvez ouça um não nego
amar-te agora a ti beijo.