sábado, abril 29, 2017

Só você. Charles Fonseca. Prosa

SÓ VOCÊ
Charles Fonseca

Deixe-me ver tudo, um pouco pra cima, de lado, do outro, que bom, muito bem, um olhar, um toque suave, mão que vai fundo, pelos lados, da esquerda pra direita, de cima abaixo, dói? Vou devagar, assim, 'stá bom? Muito bem! Ao que ela disse: já passei por cinco médicos nenhum me apalpou o abdome, só você, Dr.