terça-feira, abril 04, 2017

Saudades. Charles Fonseca. Poesia

SAUDADES
Charles Fonseca

Saudade é tortura gostosa
De quem se foi sem nunca ter ido
Fazem ronda em meu ser comovido
Lembranças que não me vão embora.

Saudades que eu nego às avessas
Presenças do aquém por quem choro
Ausências e no entanto demoro
Na espera mas a vida tem pressa.