quinta-feira, abril 06, 2017

O dentinho. Gleide Fonseca. Poesia

O DENTINHO
Gleide Fonseca

Eu sou um dentinho muito bonitinho.
Gosto de ficar, sempre, bem limpinho...
Se fico amarelinho, faz-se um buraquinho,
e posso até ficar muito doentinho.

Se fico bem sujinho, não dou um sorrizinho:
ninguém vai querer ver, um dente dodoizinho.
Até pra conversar, eu fico sem jeitinho,
pois sei que o mau cheirinho, escapa ligeirinho...

Depois da comidinha, depois da merendinha,
apanho a aguinha, a escova e a pastinha.
A escova e a pastinha, são minhas amiguinhas:
eles duas juntas, fazem espuminha...

Agora estou limpinho, vou tirar soninho.
Desejo boa noite aos meus limpos vizinhos.
A todos cumprimento: até amanhã cedinho!
Pois eu sou sabidinho; dentinho educadinho...