sábado, março 11, 2017

Escarlate. Charles Fonseca. Poesia

ESCARLATE
Charles Fonseca

Uma corda uma barca um porto
Os une um fio escarlate
Da corda que em extensão faz parte
Minha vida com a tua corpo.

Um escuro uma velha chama
Penetra a barca no escuro
Do mar em teu corpo procuro
Porto seguro a vela inflama.