quinta-feira, fevereiro 09, 2017

Preciso de ajuda. Charles Fonseca. Prosa

PRECISO DE AJUDA
Charles Fonseca

Todos sabem, tenho um cão pastor alemão, filho e neto de campeões no Brasil e na Argentina. Virgem com 6 anos. 42 quilos. Tenho preocupações sobre os efeitos, digamos psíquicos, como uma amiga minha já me alertou várias vezes... Eis que um veterinário que o conhece desde bebê indicou a uma dona de uma pastora alemã a excelência do meu cão em porte, beleza, genealogia, pedigree, etc. A pastora tem lá um toque misto bem marcado da raça, mas há um passado não pastor de origem não sabida. Mas isto não está me importando muito uma vez que não pretendo ser dono de canil para povoar o meu Estado através do mais belo cão pastor de toda a redondeza. A noiva também é donzela. Ainda não sabe, como nós sabemos, os efeitos salutares de um orgasmo. Não seu se o meu cão ao sentir o odor inebriante, enlouquecedor, antropofágico de fartar-se ante a fome genésica, ante a sede de onde manda o mais puro mel, haverá de imediato de acertar o rumo certo, atravessar docemente o vestibular, de fazer gol sem bola na trave, essas coisas. O que ele vai deixar na cadela em cio, será certamente o de melhor qualidade. Agora, o meu problema, já que o dele haverá de se sair, ou melhor, de entrar muito bem. Não sei quanto vai entrar no meu bolso por tamanha efeméride. Tenho despesas mensais com ele em torno de 350 reais: ração de primeira, banho mensal no pet shop, vermífugo, anti-pulga adulta, anti-pulga anticoncepcional, atingindo os 3 ciclos evolutivos das impertinentes, vacinação. Face aos títulos nobiliárquicos dele, às despesas mensais, à prole com ancestral de origem nobre, ao meu homem hora de cuidar dele todos os dias, varrer o canil de 36 metros quadrados, colher o cocô, escová-lo duas vezes por semana, etc., quanto vocês acham que devo cobrar por tão auspicioso evento logo antes de noiva entrar no harém? Dinheiro em espécie? Em sacas de ração? Ou ser magnanimo e não ser tão capitalista?