terça-feira, fevereiro 21, 2017

O ócio construído. Charles Fonseca. Prosa

Quando você deixa as amarras do vínculo empregatício, quando se torna um liberal do ócio construído, as trevas se distanciam, um mundo caleidoscópico reluz, possibilidades insuspeitadas se lhe abrem, fecham-se óbices ao belo e você adquire novos matizes.