sexta-feira, janeiro 20, 2017

Zanzando. Charles Fonseca. Prosa

ZANZANDO
Charles Fonseca

Já havia lido a biografia de Freud elaborada por Peter Gay, 752 páginas. Depois resolvi ler a biografia dele escrita por seu aluno, analisado e depois psicanalista Ernest Jones, 1472 páginas, grifando. Decidi me submeter à psicanálise que durou 3 anos. No curso desta e logo no início, resolvi comprar e ler toda a obra de Sigmund Freud, 24 volumes. Aí já com uma conotação de estudo, grifando. Além disso já li 8 dos 23 volumes da obra de Lacan que dizia a seus alunos 'vocês se dizem lacanianos mas eu sou freudiano'. Não me apaixonei transferencialmente pela minha analista e ao término da minha análise quando ela já me convidava para fazer parte de seu grupo de analistas disse-lhe: 'observou que nestes três anos não me apaixonei por você? E ela: 'é verdade'. Retruquei: 'Em compensação li os 24 volumes dos escritos de Freud em 10 meses'. Ela concluiu: 'É, houve um deslocamento'. Tudo isso escrevi como memória. De vez em quando sai numa revista qualquer a manchete "Freud está morto". Friedrich Wilhelm Nietzsche também disse "Deus está morto". Há mortos vivos e vivos mortos. Outros estão zanzando por ai.