quarta-feira, dezembro 21, 2016

Quão cego andei e perdido vaguei!