segunda-feira, dezembro 12, 2016

Fim. Charles Fonseca. Prosa

FIM
Charles Fonseca

Quando começa o fim? Quando termina o que mal começou? Aquele olhar sem eternidade, aquele beijo fugidio, a mesa vazia, a cama posta, o um sem mais, o passo em falso, a verdade encoberta, o que mais resta? O faz de conta, o conto depois, é bom sonhar, melhor que é, que ser, que a ver, haver.