domingo, dezembro 25, 2016

Deserto. Tarso de Melo. Poesia

DESERTO
Tarso de Melo

(trechos)


PONTAS DE FACA abrem
de um canto a outro
a manhã — desterro em
meu deserto

uma mulher, seus filhos,
sacolas

um casal na noite
expande o vulto duro
de uma árvore

volta-se um
contra o outro
até cegarem
quem
os observa