domingo, novembro 27, 2016

Elástico. Charles Fonseca. Poesia

ELÁSTICO
Charles Fonseca

Ai que tanto que é bom
Nossa incorporação
De mim em ti dupla mão
De ti em mim é um dom

Que só nós dois que sabemos
O quanto o tanto subimos
O tanto o quanto sorrimos
O mais um pouquinho menos

No tanto certo contrátil
Nu em ti eu todo erétil
Tu em mim imago fértil
O nós dois em um versátil.