sexta-feira, novembro 25, 2016

Ana Alves. Charles Fonseca. Poesia

ANA ALVES
Charles Fonseca

Uma luz se apagou
Na terra foi candeeiro
Bruxuleou e inteiro
Foi ao pó nada restou

A não ser sua chama linda
Que ficou na nossa alma
Ana Alves, a nós acalma,
Rezamos nós por vós ainda