domingo, outubro 09, 2016

Paz II. Charles Fonseca. Prosa

PAZ (II)
Charles Fonseca

Afastei-me em paz para que esta ficasse entre nós. Bem amarrada à palmeira prudência. E para que o belo ficasse mais à vontade em se mostrar exuberante.