sábado, outubro 22, 2016

Mexe. Charles Fonseca. Poesia

MEXE
Charles Fonseca

Inda mexe qualquer coisa
Oh, linda, seus cabelos mecha
O cupido tal qual flecha
Em mim sobe paixão doida.