terça-feira, outubro 25, 2016

Como são meus filhos. Charles Fonseca. Prosa

COMO SÃO MEUS FILHOS
Charles Fonseca

Minha filha é como a copa dispersa da palmeira, farfalha suave à viração do tempo. Como a densa copa de uma mangueira assim é meu filho, dele afloram em fruto doce a seiva vida. Seus caules sustentam as verdes ramas, o cansado andante sob elas repousa. Plantados em solo amigo têm suas raízes na terra mãe que os nutre. O sol e a chuva alternos os alumiam, gotas em bênçãos os refrigeram. Da minha palmeira começam a vir os filhos em cachos eu já ido em anos. Na minha mangueira repousam em sonhos o que há de vir promessa.