quinta-feira, agosto 18, 2016

LEVITA. Charles Fonseca. Poesia

LEVITA
Charles Fonseca

Quando olho pra lua mulher
Pés na terra minh’alma levita
Quero voar, a alma é quem grita,
E tu, nua, pálida nem quer

Ver-me tão longe eu deste mundo
Mas como, se aqui tenho a tua,
Ao meu lado imagem tão nua
Em corpo lindo nele me afundo!