domingo, agosto 14, 2016

A perseguida. Charles Fonseca. Poesia

A PERSEGUIDA
Charles Fonseca

Cousa mais que estranha
Correr de Dona Barata
Tão cara topa a distinta
Tão limpa suas entranhas.