sábado, julho 30, 2016

Frente. Charles Fonseca. Poesia

FRENTE
Charles Fonseca

Por que ficas assim, por que choras
Perguntava ele ao só outro
Que nada disse e fez-se mouco
Pois tudo em si era má a hora

De falar de uma saudade prenhe
De dor paixão toda uma história
A lua cais de agonia olha
Os dois vela adiante, à frente.