segunda-feira, julho 11, 2016

Bilhetinho. Charles Fonseca. Poesia

BILHETINHO
Charles Fonseca

Saudade vem abre a porta
Biombo entra e sai
Chega é meu ser que se esvai
Sai a tristeza derrota

Soubesses a cintilar
Quanto te amo vadia
Mais à noite tu virias
Sonhos, saudade a vagar.