segunda-feira, junho 20, 2016

Deserto. Charles Fonseca.Poesia

DESERTO
Charles Fonseca

Que faço de minha vida de tão louco,
Que fazem em suas vidas de tão falho,
Quando que eu não lhes dou meu agasalho,
Quando é que me procuram e não os ouço?

Onde é que os leva essa estrada,
Onde é que haverá amor mais terno,
Com quem eu estar enquanto os espero,
Com quem contar depois, ao fim, chegada?